Antônio

Antônio

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental

A turminha de Antônio. Sentirei muitas saudades!
Olá amigos e leitores,

Em primeiro lugar, quero anunciar que criei um canal no Youtube, que vai ser uma extensão aqui do blog, com as mesma características pessoal: amadorzão, mas, cheiinho de amor!

Depois da um confere lá clicando AQUI  e aproveita pra se inscrever no canal.

Bom amigos, o tempo passa rápido e meu menino já está caminhando para o Ensino Fundamental. Concluímos a Educação Infantil esse ano e vim aqui deixar meu depoimento para vocês sobre esses anos.

A Escola de Antônio é Construtivista e esse é um fator muito importante no desenvolvimento escolar dele. O método respeita as limitações individuais, não só dele que é uma criança com necessidades especiais, mas, de todas as crianças. O currículo dele é todo adaptado e, tivemos um grande avanço esse ano na parte de alfabetização. Ele reconhece letras, números, formas, cores, lê palavras curtas e escreve, dentro da limitação dele, algumas palavras.

Quando falo que ele escreve dentro da limitação dele é por que percebemos uma dificuldade na grafia das letras. A escola solicitou um notebook para verificarmos se a dificuldade era no traçado ou outra qualquer.

No computador ele conseguia escrever dentro do esperado, logo, o problema era motor. A Escola não desistiu da escrita grafada e nesse segundo semestre, melhorou muito. Eu percebi que o maior problema, é que ele tentava reproduzir o traço perfeito da escrita de fôrma, com linhas perfeitas. Como ele não conseguia, acabava se frustrando. Quando digitava no computador, ele conseguia a letra idealizada e sentia muito prazer com isso. Ao perceber isso, tentamos afastar esse ideal, fazendo as atividades dele e de Bento sempre no mesmo horário, para que ele visse que o irmão escrevia como ele. Isso foi de grande ajuda.

Já no final do ano ele solicitava mais escrever a mão do que no computador.

Ele continua atrasado em relação aos outros coleguinhas. Estamos nos organizando para que ele comece um acompanhamento com uma psicopedagoga, para que algumas estrategias de aprendizado sejam implementadas, no intuito de diminuir este hiato entre ele e os demais colegas.

Eu aprendi muito com meus filhos durante esse ano. Está sendo um período que, mesmo com toda a dificuldade financeira, tem me feito muito bem, muito feliz.

Próximo ano, uma nova etapa se inicia com Antônio e nessa mudança, tendemos a aumentar nossa expectativa, nossa ansiedade e nisso eu aprendi muito com Bento esse ano. Até as férias de junho, Bento não conseguia ler ainda e um dia ele me disse: "Calma mamãe, um dia acontece". Achei aquilo tão lindo e maduro da parte dele, que me senti envergonhada. E realmente aconteceu, como num piscar de olhos ele começou a ler tudo. Quando me pego me enchendo de ansiedade sobre a alfabetização plena de Antônio, eu lembro daquela vozinha me pedindo pra ter calma... Um dia vai acontecer.

Vamos permanecer na mesma Escola, por toda a confiança que temos na instituição. A turminha tão querida de Antônio vai se desfazer e já estou com o coração apertado. São laços de muito amor que acabamos criando não só com as crianças, mas, também com seus pais. Um ciclo que se fecha, para que outro nasça. É a vida.

Observação: Você ajuda o blog clicando nos anúncios dessa página, cada clique representa alguns centavos. Eu te agradeço do fundo do meu coração.


Nenhum comentário:

Postar um comentário