Antônio

Antônio

domingo, 30 de setembro de 2012

Escola Nova Dimensão

Estava relendo o blog e nossa... vejo que passamos por tantas coisas e foi tudo tão rápido, ainda não acredito que já estamos caminhando para o segundo ano de Antônio.

Como sou mãe antecipada (ou será pirada, maluca, paranóica?), já comecei as observações na futura escola de Antônio. Na verdade eu escolhi a escola de Antônio quando escolhi a de Bento.

Esse post na verdade é para ajudar as próximas mães que logo, logo estarão na mesma situação que eu. Então vamos lá.

Eu participo de alguns grupos de temas familiares e a escolha da primeira escola é tema recorrente. Todo mundo tem sua fórmula própria, seus anseios, suas preferências. Algumas pessoas escolhem a escola mais cara, outras focam no método pedagógico trabalhado, outras por referências anteriores. Acho tudo válido.

No meu caso, que tenho um filho portador de necessidades especiais, o foco foi um só: Como será o acolhimento do meu filho por parte da escola?

Mesmo que a escola não esteja totalmente preparada, adaptada para receber um cadeirante, é preciso que a escola queira de verdade receber de coração aberto.

Por observação escolhi a Escola Nova Dimensão. O fundamental na minha escolha foi uma frase da Diretora Mirineide: "Yanna, nós não sabemos tudo, mas, estamos abertos a aprender juntos e dar a melhor educação para Antônio". Nesse momento eu percebi que a barreira não existiu. Não foi me colocado pela escola nenhum impecilho em receber meu filho.

Lógico que eu e o pai, vamos fazer o possível para adaptar a sala de maneira a deixar Antônio o mais livre possível.

 Um conselho que eu posso deixar aqui é que, a melhor escola para seu filho pode não preencher todos os pré-requisitos traçados por você, mas sim, aquela que melhor aceitar seu mielinho, sem o tratar diferente, inserindo e incluindo de todas as maneiras. Às vezes, essa escola será aquela de bairro, não tão famosa, as vezes será uma pública. O importante será o tratamento dispensado ao mielinho. Isso vai refletir diretamente no desenvolvimento e na formação do adulto que ele será futuramente.

Um comentário:

  1. Olá Yanna! Ótima essa postagem! Tu disse exatamente o que nós mães de crianças com necessidades especiais queremos numa escola, a aceitação de braços abertos e a boa vontade em ir adaptando conforme as necessidades do aluno. Pena que nem todas são assim, o preconceito, a falta de informação e a má vontade mesmo, de gestores de algumas escolas existe e muito! Temos que ficar atentas a isso para nossos filhos nunca se sentirem excluídos e usufruirem dos direitos iguais que são para todos... Bjks querida!

    ResponderExcluir