Antônio

Antônio

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Falta pouco

Faltam poucos dias para a cirurgia de meu filho querido. Meu coração está do tamanho de um amendoim.

Ando desabando, choro as vezes sem  conseguir parar, oro para Deus me conceder mais força, mas, estou tão fragilizada, triste, com tanto medo por meu filho.

Apesar de ser considerado um procedimento simples, na minha cabeça, cirurgia é cirurgia, envolve anestesia geral, risco, pós-operatório, dor.

As vezes me sinto constrangida quando alguém elogia minha atitude, por ser forte e tal, gente, por dentro eu estou um caco, completamente devastada, só eu sei como sinto medo, como sou fraca.

Espero que esse medo me abandone no dia 09/08. Este dia, meu filho precisa da mãe dele inteira, completa.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Antônio e seus 6 meses

Hoje Antônio faz 6 meses.

Levei na Pediatra ontem e ele está com 8,550kg, 67cm e o perímetro cefálico (aquele que deu alterado no mês passado), permaneceu com o mesmo crescimento de 1,5cm e está com 48cm. Desde ontem que estou aflita e triste.

Passei um e-mail para Dr. Tude ontem mesmo, para saber se era o caso de reavaliar a válvula e estou esperando uma resposta, com muita ansiedade, diga-se de passagem.


Olhando ele tão bem, custo acreditar que existe algum problema nessa válvula. Deus é maior.

sábado, 16 de julho de 2011

Voltando pra Ibotirama

Essa é nossa última noite em Salvador. Estamos arrumando a bagagem pra voltar pra casa.

Estou doida de vontade de chegar em casa, meu canto, meu mundo, mas, só de imaginar as 7 horas dentro do carro com as duas crianças... é de matar.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

A saga do exame de sangue

Conseguimos colher o exame de sangue de Antônio, ainda chegaram a furar ele mais duas vezes, já estava para saltar em um e arrancar a cabeça.

Sei que é necessário, mas pô, ninguém merece ver o filhinho sofrer daquele jeito.

Bjos

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Dia cheio

Começamos o dia indo ao laboratório, fomos os quatro, pois, todos tínhamos exames pra fazer. Na vez de Antônio não conseguiram achar a veia... furaram todo o meu filho e não conseguiram tirar o sangue. Chorei demais com o sofrimento dele. Vou ter que voltar ao laboratório amanhã para novas tentativas... Quando terminou essa tortura, ele estava completamente trêmulo. Fiquei arrasada. Ele precisa fazer o exame por causa da cirurgia de agosto.

Saímos e fomos ao IBR pra moldar a Órtese do pezinho.

Depois do almoço ele foi para a fisioterapia com Tia Lú Tude. Adoro muito essa profissional, ela tem o maior jeito com criança. Ela gostou muito do desenvolvimento de Antônio e hoje, ele já começa a ficar sentado. Ficou de quatro, na posição de arrastar.

Tia Lú gostou muito do desenvolvimento dele. Meus esforços estão surtindo bons frutos.

Saindo da fisioterapia fomos direto para o Ortopedista, Dr. Júlio Mello, no COT do Canela. Fizemos a última troca de gesso. Nessa consulta ele nos explicou qual seria a conduta de tratamento do pé de Antônio dali em diante. Infelizmente ele precisará de uma cirurgia. É uma bomba atrás da outra.

O procedimento acontecerá em setembro ou outubro.

Só Deus pra me dar a força que preciso pra continuar firme diante de tanta coisa. As vezes sinto que não vou aguentar, choro, por alguns minutos me desespero, mas, lembro que meu filho precisa demais de mim, não é correto fraquejar. Por ele sigo forte, sigo em frente.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Urologista

No dia 11/07 tivemos consulta com o Urologista que atende Antônio, Dr. Ubirajara Barroso Jr, eu sou fã do cara, me transmite uma segurança, nossa... médico muito bom.

Levamos os exames que ele havia solicitado e tivemos boas e más notícias. As boas são que a bexiga dele é boa, com estrutura normal, sem indícios de sofrimento ou refluxo urinário para os rins, porém, como os rins dele estavam discretamente dilatados, é possível que a bexiga tenha parede mais grossa que o normal, fazendo com que o ritmo seja mais lento de urina dos rins para a bexiga. O que se pode fazer é acompanhar apenas. Isso tudo foi visto num exame chamado Cistouretrografia (affff... que nome horrível)!

A notícia ruim é que pela ultra de testículos que ele também tinha solicitado, ficou evidenciado que o testículo direito está atrofiado, o esquerdo está normal, porém, encontra-se móvel. Já saímos de lá com a cirurgia agendada para o dia 09/08. Nessa cirurgia, Dr. Bira vai avaliar o testículo direito, para ver se tem possibilidade de manter o mesmo e prender o testículo esquerdo na bolsa escrotal. O procedimento é simples, porém, demanda tudo o que uma cirurgia normal requer, isso inclui entubação e anestesia geral.

Gente, estou muito arrasada. Essa será a quarta cirurgia de meu pequeno. Queria tanto ficar no lugar dele, sofrer por ele, sentir as dores do pós operatório. Não é justo.

Salvador

Estamos em Salvador!

Uma vês por mês, passamos uma semana na cidade para cumprir a agenda médica de Antônio. É uma canseira danada, mas, vale a pena.

Dessa vez temos: Urologista, Fisioterapia, Gastro, Ortopedista, Pediatra

Resolvi cuidar um pouco de mim também... Quero e vou emagrecer. Me aguardem!!!!

Alimentação

Resolvi, por estafa, desmamar Antônio aos 4 meses. Estava muito cansada, acredito que amamentar deva ser algo que traga prazer para a mãe também, e no meu caso estava acontecendo por obrigação.

Começamos a introduzir nova alimentação, até para avaliar qual seria a resposta dele, visto que ele tem intestino neurogênico. A definição de intestino neurogênico é a seguinte: A interrupção da continuidade dos nervos determina, também, alterações do controle intestinal. Nas lesões de nível mais alto o distúrbio está, principalmente, relacionado com inatividade da parede intestinal e nas lesões mais baixas com incontinência. Em outras palavras, as crianças dependentes de cadeira de rodas são mais propensas à constipação crônica e as com paralisia apenas dos pés a eliminação acidental de fezes. Estas disfunções devem ser tratadas adequadamente, mas as condutas variam de acordo com o tipo de envolvimento. (http://www.sarah.br/paginas/doencas/po/p_03_espinha_bifida.htm#Anchor-Intestin-43737)

Ele começou tomando um suco de lima, comendo frutinhas e até aí tudo normal. Quando introduzimos a sopa, ele teve uma reação muito forte: ele constipou pra valer. Foram dias terríveis.

Resolvi procurar uma Gastro Pediatra e, por indicação de minha cunhada Ademara, marquei com Dra. Angela Mattos, uma médica maravilhosa, tirou todas as minha dúvidas e diante do quadro obstipativo, resolvemos voltar para o leite apenas. Ela também nos orientou a trocar o NAN CONFOR pelo SIMILAC.

A nutrição de um filho é algo difícil. Esse episódio foi uma prévia do que vem por ai. Depois que retornamos ao leite o intestino dele voltou a regular, porém, mais dia ou menos dia, ele terá que comer alimento sólido... mais um problema para deixar meus cabelos brancos.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Filhos

Nem sei como explicar, é um amor tão grande, uma renúncia, uma vontade de proteger ao máximo...

Não tem pra onde: sou apaixonada por meus filhos.

Bento e Antônio foram as coisas mais lindas que já produzi. Brinco chamando Bento de meu mestrado Antônio de meu doutorado, porém, não me arrependo da escolha que fiz, sou mãe, sou feliz, sou dedicada aos dois e AMO muito isso.

terça-feira, 5 de julho de 2011

5 meses

Bom, 5 meses se passaram desde a chegada de Antônio em casa. Nesse tempo, houve a adaptação, aceitação e providência de todos os cuidados que ele necessita.

Na visita à pediatra que acompanha ele aqui na cidade de Ibotirama, Dra Edna (maravilhosa, todos sabem que sou apaixonada por ela), Antônio apresentou os seguintes marcadores de desenvolvimento: 8,200 kg, 65cm de altura e perímetro cefálico de 46,5 cm.

Esse último marcador, o perímetro cefálico, é um importante controle da Hidrocefalia. Em Antônio ele encontra-se aumentado. De posse dos dados, enviei um e-mail para Dr. Tude, Neurocirurgião que acompanha Antônio e ele me respondeu da seguinte maneira: "Quanto ao perimetro cefálico aos 5 meses, a circunferência até aproximadamente 45 cm, está dentro da normalidade. Nesta idade, esperamos o crescimento de 1 cm ao mês (até os 6 meses).
Antonio está um pouco acima, necessitando de um acompanhamento.
Caso após 6 meses, onde o crescimento deverá ser de aproximadamente 0,5 cm ao mês, ele mantenha um crescimento acelerado, reavaliaremos necessidade de revisão desta válvula."
 
Pronto, isso foi o bastante para descompensar totalmente o meu humor. Morro de medo da troca da válvula, queria muito que isso fosse adiado por, pelo menos, alguns anos. Estou nervosa, sem dormir direito, bruta como o diabo. Quem recebe toda essa carga é meu marido. Gustavo, vai pro céu sem passar pelo purgatório por me aturar, aturar minhas paranóias, meu descontrole. Ainda bem que ele está do meu lado pra pelo menos, tentar equilibrar as coisas. Valeu Maridão.
 
Espero que tudo se normalize, temos mais um mês de observação pela frente. Não queria mesmo que essa troca de DVP foi feita, mas, se preciso for estarei firme e forte com meu filho.
 
Deus está conosco, nos carregando no braços. Tenho certeza.