Antônio

Antônio

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Desabafo

Hoje me perguntaram o que eu tinha feito na gestação para que Antônio nascesse tão "defeituoso". Sim pessoal, a delicada chamou meu filho de defeituoso.

Confesso que fiquei sem reação, estava num ambiente que não seria aplicável mandar ela tomar em todos os orifícios que eu queria, mas, como sei que com certeza ela vai ler esse post, vou colocar aqui a resposta.

Em primeiro lugar meu filho não é defeituoso, ele tem uma deficiência motora. Quem tem defeito é objeto.

Em segundo lugar eu não fiz nada, pelo menos não consciente, que possa ter prejudicado a formação de Antônio. A mielo acontece em uma gravidez de cada mil. Não me sinto penalizada por isso, pelo contrário, cada vez que vejo meu filho tão lutador, saudável, forte, risonho e feliz, sinto que sou a melhor mãe que ele poderia escolher (sim, acredito em reencarnação).

Depois, antes de fazer um comentário tão idiota, olhe para seus próprios problemas, pra seus filhos e para os problemas que eles possuem. Algumas pessoas tem deficiências de caráter tão maiores que as físicas de meu pequeno filho.

Sou mãe, sou protetora, sou uma onça, bruta, o que você achar de mim nesse momento, eu sou o dobro. Se não quiser ouvir uma grosseria, da próxima vez cuidado com o que você diz.

8 comentários:

  1. Yana,
    É triste que existam pessoas assim, seja por ignorância ou por maldade. Culpar a mãe pelas dores ou delicias dos filhos é no mínimo ingenuidade. Cada pessoa tem suas potencialidades e nós podemos tão pouco nesse universo de possibilidades.
    Nas minhas andanças profissionais conheci muitas crianças ditas “normais” (digo isso, pq acredito que ninguém é normal, graças a Deus, que nos fez todos diferentes e especiais), que um belo dia caíram no banheiro, na piscina ou tiveram um acidente de carro e passaram a ter muitas restrições motoras, cognitivas e sociais. A maior parte dessas crianças não falava, nem andava, algumas não iriam se quer deglutir nunca. E elas eram felizes e suas mães se enchiam de orgulho com qualquer pequena conquista.
    A nossa cultura é cercada pelo sentimento de culpa e uma pessoa atormentada pela culpa sempre quer encontrar um “culpado maior” para amenizar a sua. Outros culpados compulsivos atravessarão o seu caminho, mas lembre-se, como dizia o poeta: “eles passarão e eu passarinho”.
    Resposta? talvez a melhor seja: os defeitos estão nos olhos de quem VÊ, a mim ele parece MARAVILHOSO!

    Muitos Beijos da amiga,
    Luciana

    ResponderExcluir
  2. Sem comentários viu....ela é simplesmente uma ridicula...mais a vida dar a resposta a ela. Bjs fica com Deus

    ResponderExcluir
  3. Pessoas assim não conseguem enxergar a beleza que há em cada ser humano, triste isso, tenho pena!!!
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Amiga, adorei a resposta de Lu Ramos!
    E te digo mais, ore pela abençoada, pois, um comentário desse, no mínimo, é de pessoa que não tem amor no coração e precisa muito de Deus e de orações. Temos muito orgulho de Antônio e dessa mamãe guerreira dele!
    Bjoo

    ResponderExcluir
  5. Defeituosa é a mente dessa pessoa, que infelizmente só enxerga o físico.

    Pobre ser...

    ResponderExcluir